O clima de férias e festas de final de ano já está no ar. E, para a maioria dos brasileiros, esse período só será completo depois da tão esperada e merecida viagem de férias. Afinal, o ano foi difícil, a economia não ajudou, mas finalmente o momento chegou.

É hora de finalizar as malas, preparar o carro, ou escolher o transporte que vai levar você à rodoviária ou aeroporto, organizar o roteiro e finalizar o checklist, mas sem deixar de incluir um importante item: a segurança residencial. Isso mesmo! Você não vai descuidar desse aspecto, não é mesmo?

Para aproveitar os justos dias de descanso em paz e deixar a casa em segurança nas férias, preparamos 7 dicas de proteção e prevenção. Lembre-se sempre do ditado popular “a ocasião faz o ladrão”, e viaje tranquilo, com a certeza de que não receberá a visita inesperada de estranhos na sua casa.

Medidas de segurança nas férias

Antes de começar a desfrutar das férias, é essencial estar atento para algumas medidas de segurança. Deixar sua casa ou apartamento por um período sozinho vai exigir cuidados necessários e especiais.

É nesse período do ano, quando os imóveis ficam vazios, que os índices de residências arrombadas aumentam. Afinal, os ladrões aproveitam para agir com mais facilidade. Melhor se precaver, não acha? Confira nossas dicas:

1. Nunca deixe parecer que sua casa está desocupada

Uma das primeiras dicas é não anunciar que está saindo de viagem. Ou seja, conte apenas aos vizinhos próximos ou amigos para que possam te dar um apoio. Por exemplo, peça para alguém recolher correspondências ou jornais para que não fiquem acumulados na frente da porta ou no quintal. Se residir em um apartamento, pode combinar com o síndico para fazer isso. Também é possível suspender a entrega por um período correspondente.

2. Tenha atenção com a iluminação

Manter algumas luzes acesas em partes específicas da casa pode afastar os curiosos. Mas vale lembrar que essa medida pode ter um efeito indesejado se as luzes ficarem ligadas o dia todo. O entendimento será de que não há ninguém em casa e, além disso, poderá onerar a sua conta de luz.

Um exemplo eficiente nesse sentido são os sistemas de segurança e automação que ativam as luzes automaticamente e podem ser programados para o horário mais conveniente ou à distância via smartphone. São excelentes soluções para simular a presença de alguém na residência.

3. Crie algum movimento

Pense em deixar as chaves da casa com algum amigo ou familiar de confiança. Peça a ele que visite a residência de vez em quando para abrir janelas e portas, molhar as plantas registrando a sua presença etc.

4. Garanta a segurança de valores e joias

Inclua no seu planejamento a guarda segura de joias, dinheiro e outros itens de valor. Não deixe esses objetos no imóvel vazio, pois, mesmo com todo o cuidado, pode ocorrer uma invasão. Não oportunize isso ao invasor, que poderá descobrir bens de estima e grande valor. Deixe-os em algum outro local enquanto curte suas férias.

5. Deixe os aparelhos eletrônicos desligados

Vale ressaltar que nem só os ladrões representam riscos para a segurança do seu imóvel quando você não está em casa. Intempéries como, por exemplo, chuvas e ventos ou mesmo alterações na rede elétrica podem trazer sérios problemas. Para que não aconteça nada, mantenha os aparelhos eletrônicos desligados. Se deixá-los desconectados da tomada, inclusive, poderá ter uma grande economia de energia elétrica.

Eletrodomésticos como geladeira, freezer e micro-ondas, por exemplo, consomem energia elétrica mesmo não sendo utilizados. Equipamentos em stand-by também representam gastos na ordem de 10% ou mais. Vale ressaltar que é possível reduzir a potência de equipamentos que precisam permanecer ligados, como no caso da geladeira e do freezer.

Fique também atento a tomadas, torneiras e demais utensílios da casa. Isso vai evitar riscos de superaquecimento ou mesmo um curto-circuito que podem originar um incêndio. Outro cuidado com equipamentos da casa é com a válvula do gás de cozinha, que também deve ficar desligada para evitar vazamentos.

6. Não divulgue sua saída de férias, em especial na internet

Mais uma dica é não alardear sua saída quando estiver próximo de pessoas desconhecidas, como em lugares públicos, por exemplo. Outro alerta ainda é não divulgar detalhes sobre as viagens de férias em redes sociais. Mesmo que isso seja relevante para você, tenha cautela. Evite postar informações do tipo: quantidade de pessoas que viajarão ou o tempo que estará fora.

Nunca esqueça que uma das estratégias dos bandidos é manter os ouvidos sempre atentos à sua volta e buscar oportunidades para agir. Na rede, quadrilhas atuam de forma especializada em crimes extraindo informações das redes sociais, sendo até mesmo capazes de ter acesso a informações pessoais e sigilosas. Com isso, preparar golpes ou planejar crimes ficou mais fácil.

7. Instale um sistema de segurança eletrônica e automação

Por último, a mais completa medida que pode ser tomada é a contratação de um sistema de alarme e câmeras, com monitoramento remoto da residência pelos moradores e por uma central 24 horas por dia.

Com o sistema e reforçando a segurança com os demais cuidados destacados ao longo do post, é possível dificultar (e muito) a ação dos ladrões. Porém, para que tudo funcione de forma positiva e efetiva, é necessário verificar se tudo está em ordem. Antes de sair de férias, certifique-se de que o sistema esteja funcionando corretamente, ou solicite uma manutenção preventiva à empresa responsável.

Não esqueça de cadastrar um telefone, que pode ser do lugar onde você estará e poderá ser encontrado pela central de monitoramento, assim como contatos de um parente e/ou amigo, para que possam ser acionados caso o sistema dispare.

Sistemas de segurança: opções práticas e eficazes

Hoje existem no mercado sistemas de alarme com excelente custo x benefício x robustez x confiabilidade, com sensores sem fio e aplicativo para gestão dentro e fora da residência via smartphone, além de sistemas de câmeras com gravação das imagens na nuvem, pois um grande receio era os ladrões levarem não só os bens mas também o gravador das câmeras (DVR).

Com a chegada da internet banda larga e principalmente dos smartphones, o monitoramento de seu imóvel pode ser feito de qualquer lugar do mundo não só por esse sistema de segurança e automação mas com o complemento de alguns outros, tudo com base na Internet das Coisas (IoT). Acessíveis no preço e na instalação, eles são importantes aliados no processo de monitoramento de residências e também escritórios, trazendo mais segurança, mobilidade, conforto e bem-estar a todos.

Dessa forma, o investimento em segurança nas férias, com certeza, vai valer a pena!

Depois dessas dicas, você está mais tranquilo quanto a deixar seu imóvel em segurança nas férias? Quer conhecer mais sobre segurança, mobilidade, conforto e bem-estar?

Então, siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, LinkedInInstagram e Twitter!

Sem Comentários

Cancelar